Rigomagno A colina das oliveiras


Não é simples descrever com palavras a beleza de uma cidade pertencente a outra época.... Podemos dizer ……………
que Rigomagno é uma cidadezinha toscana de beleza rara que surge entre oliveiras e paisagens encantadoras, no cume de uma colina de arenito e "pietra serena", a cerca 400 m de altura... circundada por uma muralha, a qual se diz ser de origem romana..........
que as suas origens se perdem na noite dos anos passados e que a sua importância foi documentada nos escritos que falam de Rigomagno como uma fortaleza construída para defender a fronteira da República de Siena nas disputas épicas entre florentinos e senenses.......
Mas, na verdade, nenhuma palavra pode descrever a beleza desta pequena joia que se encontra em uma maravilhosa posição panorâmica, que conserva a estrutura antiga de um borgo medieval toscano que permaneceu inalterada com o passar dos anos, fora dos circuitos turísticos tradicionais e do caos da vida moderna: Rigomagno é um pequeno borgo onde tudo é feito com cuidado e atenção, onde ainda se pode viver uma autêntica "toscanidade" nas cores das suas ruas, no ruído da água dos antigos tanques da cidade, no sabor do seu azeite
tão famoso que Rigomagno também é conhecida como "a Colina das Oliveiras"
ou do "ciambellino", um doce antigo celebrado na Festa do Ciambellino, que ainda hoje é rigorosamente feito à mão pelas mulheres da cidade, as quais transmitem a receita de geração em geração.
Até o turista mais distraído não pode não notar como nesta pequena cidade tudo é harmonioso e como o silêncio ainda é um valor a ser respeitado: não se vem aqui para "gritar", mas para ouvir os conselhos dos moradores da cidade, o ruído do vento entre as frondas da Colina, o chilro dos passarinhos......... e os antigos sons que já se perderam.......... como o soar dos sinos da cidade que ainda hoje marcam o passar do tempo.
La Paterna di RigomagnoNesta pequena cidade, completamente reconstruída em 1284 pela República de Siena, há uma pequena casa, La Paterna di Rigomagno, cheia de charme e informal , que foi construída sobre uma camada rochosa e possui três andares. As paredes do térreo são de "pietra serena" e arenito e os pisos são de um velho travertino bruto de Rapolano, que foi encontrado na estala durante os trabalhos de reestruturação e que foi propositalmente deixado à vista para testemunhar a obra dos artesãos de uma época longínqua, enquanto que os tetos possuem vigas à vista de madeira de castanheira e carvalho e os tijolos originais da casa.
As paredes do segundo e terceiro andar foram rebocadas com cal biológico de cor amarela de Siena e, em algumas partes, aparecem, propositalmente deixados à vista , os tijolos irregulares e as pedras originais da velha casa, e nos tetos foram recuperadas, durante a reestruturação, as antigas vigas de castanheira e carvalho e os tijolos cozidos: tudo se harmoniza com o calor das aduelas de madeira de carvalho natural encerado, escovado e colocado à toscana.
Na decoração da casa, foram sabiamente combinados de maneira harmoniosa os móveis rústicos de arte toscana, todos feitos à mão.
A lareira no segundo andar é uma autêntica obra-prima em tijolo cozido, "pietra serena" e arenito. Todas as janelas e portas são de madeira de carvalho natural, rigorosamente feitas à mão, uma por uma, pelos melhores artesãos toscanos. A porta de entrada da casa é a porta original da velha casa.
A Paterna di Rigomagno, embora se encontre na cidade, tem uma vista maravilhosa da paisagem toscana e, através das suas janelas, a luz do sol ilumina a área relax de maneira natural.

Il colle degli ulivi